Revista de Estudos Interdisciplinares

Periódico científico semestral

Mensagem editorial

O trabalho acadêmico dissociado da prática não contribui para a realização de práticas pedagógicas significativas. O discente protagonista do seu conhecimento é aquele que estabelece relações entre campos de saber, analisa problemas da sua realidade e vislumbra possíveis soluções para esses problemas. Desse modo, a interdisciplinaridade possibilita ao aluno da graduação vivenciar, de modo pleno e sistematizado, a construção do conhecimento.

Pensar sobre um problema específico de uma comunidade local e, por meio de estudos colaborativos, propor uma solução desejável, factível e viável para esse problema é um dos principais objetivos dos projetos interdisciplinares. Essa prática é desenvolvida na UNDB em trabalhos acadêmicos que oferecem ao discente a possibilidade de analisar o problema de uma comunidade, relacionar informações entre disciplinas e, a partir de uma investigação sólida, discutir com grupos de estudo como o problema apresentado pode ser resolvido. A apresentação de uma solução (ou soluções) para a comunidade, a fim de orientá-la como resolver seu problema, consolida esse trabalho interdisciplinar. O acadêmico identifica, além dos conteúdos das disciplinas, a aplicabilidade dos conhecimentos construídos, tornando-os úteis, reais e efetivos.

Os estudos interdisciplinares são voltados à apresentação de propostas para resolução de problemas. Questões dissociadas da realidade, mnemônicas e meramente conteudistas não envolvem os acadêmicos nas práticas educativas, tampouco possibilitam que interajam com a atividade prática tão imprescindível para sua formação profissional. Nessa perspectiva, os projetos interdisciplinares visam à ruptura da concepção passiva da educação. O aluno – envolvido na dinâmica acadêmica, atento aos problemas reais, investigando sobre esses problemas a partir de conteúdos diversos – propõe soluções para problemas e não se restringe a responder a questões evasivas, dissociadas da sua atuação profissional.

A Revista Estudos Interdisciplinares da UNDB, na sua primeira edição, apresenta resultados de alguns projetos interdisciplinares desenvolvidos pelo corpo docente e discente dos cursos de graduação da nossa IES. Os alunos, após a análise dos problemas que lhes foram apresentados envolvendo várias disciplinas do período em curso, apresentaram propostas de intervenção e, em seguida, produziram artigos com os resultados dos trabalhos desenvolvidos. Nossa Revista apresenta mais que uma produção científica, apresenta os resultados da construção de conhecimentos a partir de atividades práticas e significativas no contexto acadêmico cujos discentes são protagonistas do seu próprio conhecimento. Convidamos alunos e professores de outras IES para participarem das próximas edições da nossa Revista, compartilhando conosco resultados de estudos interdisciplinares que também tenham realizado.

Esperamos que os trabalhos aqui apresentados por nossos alunos e professores contribuam para a reflexão acerca da construção do conhecimento acadêmico e, acima de tudo, para uma análise do quão a interdisciplinaridade é fundamental na formação do discente. Boa leitura!

Boa leitura a todos!
Com os meus melhores cumprimentos,

Marineis Merçon
Assessora Acadêmica da UNDB

Comissão Editorial

  • Profa. Dra. Aline Fróes - UNDB
  • Prof. Me. Bruno Azevedo - UNDB
  • Profa. Dra. Ilara Cruz - UNDB
  • Prof. Me. José Antônio - UNDB
  • Profa. Dra. Lívia Galvão - UNDB
  • Profa.Ma. Marineis Merçon - UNDB
  • Prof. Me. Rodrigo Monteiro de Lima - UNDB

Conselho Editorial

  • Profa. Dra. Adriana Maria de Sousa Zierer - UEMA
  • Prof. Me. Débora Rodrigues Stefanello - UNDB
  • Profa. Dra. Ilara Nogueira da Cruz Pereira - UNDB
  • Prof. Dr. Sérgio Figueiredo Ferretti - UFMA
  • Profa. Me. Luana Dias da Cunha - UNDB
  • Prof. Dr. João Conrado de Amorim Carvalho - UNDB
  • Profa. Me. Gisele Mendonça Furtado Bastos - UNDB
  • Prof. Esp. Márcio Roberto Jansen - UNDB
  • Profa. Dra. Renata Medeiros Lobo Muller - UNDB

Revisão Textual

  • Thayara Rodrigues Pinheiro

Normalização e Editoração Eletrônica

  • Rodrigo Monteiro de Lima

Normas de publicação

  1. Regras de formatação
    1. O artigo deverá seguir as seguintes regras de formatação:
      1. Letra Arial ou Times New Roman, tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,5 e recuo de 2 cm do parágrafo.
      2. Formato de folha A4, com margens justificadas. As margens superior e inferior devem ter 2,5cm e as margens esquerda e direita 3cm.
      3. Os itens e subitens devem ser numerados com algarismos indo arábicos (1,2,3..) e devem estar em negrito, com letra tamanho 12.
    2. A primeira página do artigo deve conter:
      1. Título completo e subtítulo (se houver), centralizado, em negrito, caixa alta e em letra tamanho 12. Caso o artigo já tenha sido publicado antes, o título deverá remeter para uma nota de rodapé que indicará o periódico/livro/anais em que tal artigo já fora publicado.
      2. Nome do(s) autor(es), abaixo do título e um abaixo do outro, alinhado à direita, sem negrito e em tamanho 12. A titulação e o vínculo institucional do(s) autor(es) devem estar especificadas em nota de rodapé.
      3. Indicação de 3 a 5 palavras-chaves, dois espaços abaixo do resumo, com letra tamanho 12.
  2. Regras de citação e referências
    1. As citações diretas e indiretas deverão ser feitas pelo sistema alfabético-numérico, com a utilização de notas de rodapé com a indicação da fonte bibliográfica e notas de rodapé.